EU ACREDITO. EU POSSO VOAR.

Falaê meus amigos de leituras digitais!

Mais uma vez aqui, agora com um post um pouco mais técnico, mas sem deixar de lado o que realmente interessa. O amor.

Ano passado pude fazer um ensaio de Pre-Wedding na cidade de Vertentes/PE. O lugar era lindo e tentei explorar ao máximo as possibilidades. Nesse ensaio acho que fiz em torno de 1500 fotos, das quais depois de um peneirão deixei apenas 300. Aqui vou colocar algumas apenas pra mostrar algumas técnicas usadas e vocês poderem sentir o clima do lugar.

Vamos começar falando em depth of field (profundidade de campo), que é a distância entre os objectos mais próximos e mais distantes que aparecem em foco com nitidez aceitável em uma fotografia. Muitos fotógrafos adoram uma profundidade de campo “raso” onde um sujeito focado aparece com nitidez, enquanto o que está à frente ou atrás fica desfocado.

E como conseguimos isso? Bom, você vai precisar de uma câmera que dê a opção de selecionar o valor f, que é a abertura do diafragma. Quanto menor esse valor, menor a profundidade de campo.

Ex.: Numa abertura de 1.8 consigo uma profundidade bastante rasa a ponto de desfocar objetos ou pessoas bem próximas, mas em distâncias diferentes em relação a lente.

_DSC3288.jpg

Foto na frente na imagem acima.

_DSC3289.jpg

Foto na parte de trás. Nessas fotos acima, usei uma abertura f2 – ISO100 e Velocidade de 1/1600 seg. Lente de 35mm e sem usar flash. Se você usar valores maiores de f, como por exemplo f4.5, como na foto abaixo, você terá ambos focados.

_FRA4623

Agora uma pausa outras fotos do ensaio.

Falei um pouco sobre a abertura, mas e a velocidade? Sempre vi ensaios com as pessoas voando e achava bem legal. Parece até felicidade pura, a pessoa flutuando. E é super simples de fazer. Velocidade alta e bota o povo pra pular e vai clicando até ter bons resultados.

A imagem abaixo foi feita com velocidade super alta, 1/8000 (é pegar 1 segundinho e dividir em 8 mil partes), f3,5 e ISO 800.

_FRA4776.jpg

E ta aí o casal, lindo, leve e solto.

_FRA4778.jpg

Agora sim, posso voar e fazer os outros voarem também!

Gente, curte aí, deixa um comentário que vai ser massa!

 

Anúncios

PAPANGÚS, O RETORNO

E mais um Carnaval eis que chega e nos enche de alegria! Claro que existem aqueles que repudiam completamente, maaassssss, posso dizer que sou bem chatinho pra carnaval e sei bem como é querer se fechar na concha, enfiar a cabeça embaixo das cobertas, ficar balançando numa rede vendo a praia… eu sei bem como é. Já passei por isso.

_DSC5017.jpg

Mas quando vc tá meio da muvuca, algo acontece, o som passar por dentro da gente e contagia. Já foi meu tempo de curtir nas ladeiras de Olinda, troquei pelas ladeiras de Bezerros, tô achando mais tranquilo e pacífico. Ainda tem aquele charme dos antigos carnavais. Minhas filhas adoram.

_DSC4999.jpg

A Vibe é outra, dá pra notar na “velocidade” do dia, tudo mais tranquilo. Música o tempo inteiro, só que mais regional.

_DSC5118.jpg

Eu me diverti demais andando pelo meio do povo, fazendo fotos pra mostrar pra vocês aqui. Por isso indico até aos que não gostam de carnaval, dá uma passadinha por lá no ano que vem pra conferir. Mas se vier aproveita também pra pensar numa fantasia que seja a sua cara!

Encontrei também essa figura cheia de Pitú na cabeça.

_DSC5093.jpg

 

TUDO NA VIDA É LUZ OU SOMBRA.

Pois é pessoal, parece até título de cunho religioso, mas não. Nada de polêmicas (por enquanto). Antes de mais nada, quero dizer que vou começar a maneirar nas postagens, acho que 3 por semana tá de boas.

Pra inaugurar esse Fevereiro venho com uma dica de foto. Usar a luz forma mais marcante e presente. Fazer a coisa mais contrastada mesmo. Nesse post vou mostrar 2 técnicas e assim que puder filmo pra postar aqui também.

  1. Silhuetas – Quando você vê o contorno dos retratados, muito usado em por do sol com casais, dando aquele climão lindo que Deus gosta. Mas não, o exemplo é com minhas duas filhotas na área comum do prédio. Luz amarela de fundo.

Dados e configuração da Camera: usando qualquer câmera DSLR ou compactas que tenham opções de Abertura/ISO/Velocidade (depois explico melhor isso também).

Tempo: 1/60 seg • Abertura: f 2.8 • ISO: 1000

O que isso faz?

o tempo é relativamente rápido, mesmo pra uma abertura grande e um ISO também alto então conseguimos captar bem a luz, mas os objetos na frente não ficam claros. Vejam também que essa velocidade não é capaz de congelar a criança correndo da esquerda que fica borrada.

_DSC7379

Agora vamos à parte boa.

2. Disparos de longa duração – Se você possui uma camera DSLR, pode configurar tempos bem maiores de exposição (abertura). Quanto mais tempo aberto, mais luz. Vou me restringir a foto de exemplo.

Precisei de 30 segundos de exposição. Então os modelos ficaram paradinhos e eu mesmo sai correndo por trás delas com uma lanterna, contornando pra marcar bem a luz. Dá pra brincar muuuuuito e criar tudo que você imaginar, como coração, caracóis e por aí vai. Agora o segredo, pra que eu não saia na foto, após passar com a luz, congelo os modelos com um flash no final.

Tempo: 30 Seg • Abertura: f 25 • ISO: 400

Confere aí os resultados! Precisando de mais informações é só dizer.

 

 

 

ALEGRIAAAA. AQUI TEM.

Agora sim pessoal, estão abertos oficialmente os “trabalhos” para o Carnaval 2016.

Capa

Em homenagem a toda festança que vem pela frente, um pouquinho da cobertura fotográfica feita para o aniversário de Cinthia, no melhor estilo Sala de Justiça.

Uma coisa que tenho o cuidado de sempre observar são os detalhes. Todas as lembrancinhas que levam um tempão pra organizar e num minutinho todos viram e abriram ou comerão, enfim, palmas aos profissionais que vivem disso. Postando logo abaixo algumas fotos das lembrancinhas e do Bolo. Capricho heim! E eu lá, aproveitando e só nos cliques, porque com um vibe assim é massa demais trabalhar.

Gente, aproveita pra deixar seu comentário, vender o seu jabá em festa ou só a curtida que tá de bem! 😉

QUANDO A GENTE CONGELA O MOMENTO

Pois é, e se a gente congelasse um momento? Quantas pessoas já não pensaram nisso quando se viram numa situação tão feliz, mas tão feliz que queria que o mundo parasse.

Tem um poema de Martha Medeiros que é assim:

“Todo dia é uma ocasião especial. Guarde apenas o que tem que ser guardado: lembranças, sorrisos, poemas, cheiros, saudades, momentos.”

Eu diria que essa lista tá completa.

Abaixo um clipe com alguns momentos muito felizes, tanto para os retratados (sim, sou velho) quanto pra mim.

UM LUGAR PERFEITO

Casar em um Resort, num clima e visão super agradáveis já deixa tudo mais fácil. A luz estava, assim como a noiva, belíssima. E claro, tirei proveito dessa luz natural para deixar o momento ainda mais intenso. Foi um casamento que começou por volta das 4 horas e se extendeu até a noite.

O Local foi o Resort Monte Castelo, localizado em Gravatá/PE. O lugar é extraordinário, rende fotos lindas e pra onde você se vira tem um wallpaper de encher os olhos. Recomendo uma visitinha pra conhecer e se for se casar, me chama! Deu saudade.

Abaixo apenas algumas fotos do que rolou nesse dia.

A BUSCA DO LUGAR PERFEITO.

Lugar perfeito, para mim, é aquele que tem a capacidade de passar alguma emoção, sensação, encanto ou espanto. Sim, perfeito pra alguns, péssimo para outros. Mas sob um ponto de vista diferente podemos criar e fazer algo realmente diferente e inusitado.

Por isso eu não perco uma oportunidade de clicar qualquer lugar que me chame atenção, vai que na hora eu nem dou tanta bola, mas depois a foto mostra uma agradável surpresa.

Então sim, clico muito. Confira algumas fotos e, se souber, diga aonde é. Em breve mais lugares.