BLACK OR WHITE

AAAAAAA vá, com um título desses eu preciso começar o Post com um clipezaço que curto muito, mesmo não sendo o assunto que quero tratar. Deixa rolar o vídeo e vai vendo o post.

Agora sim, vamos ao assunto. A foto nasceu em Preto e Branco ainda no século 19, hoje volta com um ar de vintage. Sempre fui apaixonado por foto em PB, são simples, eu foco na essência do que se quer retratar e menos nas cores. A alma está nos contrastes, a arte na composição.

Os filmes atuais têm uma grande gama de tonalidade, superior mesmo aos coloridos, resultando em fotos muito ricas em detalhes. Por isso as fotos feitas com filmes P&B são superiores às fotos coloridas convertidas em P&B.

Bronze Woman

A foto acima fiz em Olinda. 1/400sec. – f/5,3 – ISO 125

E na minha humilde opinião, acho imagens em PB bem mais charmosas, quase vintage. Abaixo algumas fotos feitas por fotógrafos sortudos onde posso validar minha opinião.

Untitled-1.jpg

O segredo? Luz. Procure por pontos onde tenha uma boa entrada de luz e busque um contraste com as sombras. Isso vai criar os volumes, dar a impressão de profundidade.

Agora que você já passou pelo clipe do Michael, já viu a nêga em cima da casa, xingou uma ou outra celebridade, um clipe com fotos que fiz em eventos, no estilo PB!

Valeu pelo tempo dedicado aqui e deixa um coments ou curtidinha!

 

EU ACREDITO. EU POSSO VOAR.

Falaê meus amigos de leituras digitais!

Mais uma vez aqui, agora com um post um pouco mais técnico, mas sem deixar de lado o que realmente interessa. O amor.

Ano passado pude fazer um ensaio de Pre-Wedding na cidade de Vertentes/PE. O lugar era lindo e tentei explorar ao máximo as possibilidades. Nesse ensaio acho que fiz em torno de 1500 fotos, das quais depois de um peneirão deixei apenas 300. Aqui vou colocar algumas apenas pra mostrar algumas técnicas usadas e vocês poderem sentir o clima do lugar.

Vamos começar falando em depth of field (profundidade de campo), que é a distância entre os objectos mais próximos e mais distantes que aparecem em foco com nitidez aceitável em uma fotografia. Muitos fotógrafos adoram uma profundidade de campo “raso” onde um sujeito focado aparece com nitidez, enquanto o que está à frente ou atrás fica desfocado.

E como conseguimos isso? Bom, você vai precisar de uma câmera que dê a opção de selecionar o valor f, que é a abertura do diafragma. Quanto menor esse valor, menor a profundidade de campo.

Ex.: Numa abertura de 1.8 consigo uma profundidade bastante rasa a ponto de desfocar objetos ou pessoas bem próximas, mas em distâncias diferentes em relação a lente.

_DSC3288.jpg

Foto na frente na imagem acima.

_DSC3289.jpg

Foto na parte de trás. Nessas fotos acima, usei uma abertura f2 – ISO100 e Velocidade de 1/1600 seg. Lente de 35mm e sem usar flash. Se você usar valores maiores de f, como por exemplo f4.5, como na foto abaixo, você terá ambos focados.

_FRA4623

Agora uma pausa outras fotos do ensaio.

Falei um pouco sobre a abertura, mas e a velocidade? Sempre vi ensaios com as pessoas voando e achava bem legal. Parece até felicidade pura, a pessoa flutuando. E é super simples de fazer. Velocidade alta e bota o povo pra pular e vai clicando até ter bons resultados.

A imagem abaixo foi feita com velocidade super alta, 1/8000 (é pegar 1 segundinho e dividir em 8 mil partes), f3,5 e ISO 800.

_FRA4776.jpg

E ta aí o casal, lindo, leve e solto.

_FRA4778.jpg

Agora sim, posso voar e fazer os outros voarem também!

Gente, curte aí, deixa um comentário que vai ser massa!

 

DIA DAS CINZAS

Último post em homenagem ao Carnaval. Quarta de Cinzas, mas muita gente ainda está pelas ladeiras de Olinda, no interior do Estado ou mesmo nas periferias, nos bloquinhos e bandas populares.

_DSC6031.jpg

Então é isso, parei pra falar das manifestações populares. Falar um pouco das pessoas comuns que fazem o “grosso” da festa. E confesso que é aí onde surgem as fotos mais legais. Nessa situação você vê coisas incríveis e em nome da festa, tudo se transforma e possível e aceitável.

_DSC5922.jpg

Tive o prazer de poder fazer a cobertura fotográfica do Bloco do Chinão, em Igarassau/PE. Pude me misturar ao povo e fazer fotos um tanto inusitadas. Essa é minha verdadeira paixão na fotografia, fotos verdadeiras, sem maquiagem, mostrando a alma. Fiz mais de mil fotos no trajeto e cheguei com tanta vontade em casa que não pedi um minuto pra ver todas e já postar algumas.

_DSC6207.jpg

Só digo que acho a periferia um lugar mágico!

Só pra fechar uma informação técnica. Não precisei em momento algum usar flash (nem em casos de preenchimento), o sol já tava de bom tamanho. Só precisei deixar o meu ISO em 200 e a abertura variando entre 3.5 e 5.6 pra ter uma boa profundidade de campo. A velocidade ficou quase sempre alta (1/600 – 1/1500), variando só pra compensar as áreas de sombra.

PAPANGÚS, O RETORNO

E mais um Carnaval eis que chega e nos enche de alegria! Claro que existem aqueles que repudiam completamente, maaassssss, posso dizer que sou bem chatinho pra carnaval e sei bem como é querer se fechar na concha, enfiar a cabeça embaixo das cobertas, ficar balançando numa rede vendo a praia… eu sei bem como é. Já passei por isso.

_DSC5017.jpg

Mas quando vc tá meio da muvuca, algo acontece, o som passar por dentro da gente e contagia. Já foi meu tempo de curtir nas ladeiras de Olinda, troquei pelas ladeiras de Bezerros, tô achando mais tranquilo e pacífico. Ainda tem aquele charme dos antigos carnavais. Minhas filhas adoram.

_DSC4999.jpg

A Vibe é outra, dá pra notar na “velocidade” do dia, tudo mais tranquilo. Música o tempo inteiro, só que mais regional.

_DSC5118.jpg

Eu me diverti demais andando pelo meio do povo, fazendo fotos pra mostrar pra vocês aqui. Por isso indico até aos que não gostam de carnaval, dá uma passadinha por lá no ano que vem pra conferir. Mas se vier aproveita também pra pensar numa fantasia que seja a sua cara!

Encontrei também essa figura cheia de Pitú na cabeça.

_DSC5093.jpg

 

O ESPORTE DOS HERÓIS

Olá pessoal!

Aqui de novo com mais assunto! Vou começar dizendo que aqui o calor tá grande. E vou abrindo o post com fotos do meu quintal.

_DSC2387

_DSC2386

Essa agora é a receita pra acabar com o calor.

_DSC2396

Agora que mostrei um pouco da minha terrinha, Olinda/PE. Vocês muito provavelmente não sabiam que além do calor, aqui fica a capital brasileira do SEPAK TACRAW! Afinal, antes de conhecer mais de perto, nem eu sabia.

Pois bem, quer perder peso? Ganhar resistência? Virar um super herói ou Heroína?

Esse é o esporte!

Foi criado há cerca de 500 anos e o nome vem de duas línguas: SEPAK = CHUTE em Malaio e TAKRAW = BOLA em Tailadês.

O Takraw foi trazido ao Brasil no ano de 1989. Foram dez anos tentando introduzir a modalidade por aqui. Olinda/PE, sua cidade natal, tornou-se a Capital Brasileira do Sepaktakraw. VIDEO: BAND SPORTS

O sepaktakraw, ou simplesmente takraw, originou-se na Malásia. É uma mistura de futebol, voleibol e artes marciais. Muito parecido como o nosso futevôlei, é jogado em uma quadra com as mesmas dimensões do badminton.

Como eu era o fotógrafo da história acabei de fora das fotos acima. Maaasssss, tenho a prova logo abaixo. Eu(blogueiro que vos fala) de óculos escuros, fora de forma, mas tô na área com meus brothers!

Eu no Takraw.jpg

 

TUDO NA VIDA É LUZ OU SOMBRA.

Pois é pessoal, parece até título de cunho religioso, mas não. Nada de polêmicas (por enquanto). Antes de mais nada, quero dizer que vou começar a maneirar nas postagens, acho que 3 por semana tá de boas.

Pra inaugurar esse Fevereiro venho com uma dica de foto. Usar a luz forma mais marcante e presente. Fazer a coisa mais contrastada mesmo. Nesse post vou mostrar 2 técnicas e assim que puder filmo pra postar aqui também.

  1. Silhuetas – Quando você vê o contorno dos retratados, muito usado em por do sol com casais, dando aquele climão lindo que Deus gosta. Mas não, o exemplo é com minhas duas filhotas na área comum do prédio. Luz amarela de fundo.

Dados e configuração da Camera: usando qualquer câmera DSLR ou compactas que tenham opções de Abertura/ISO/Velocidade (depois explico melhor isso também).

Tempo: 1/60 seg • Abertura: f 2.8 • ISO: 1000

O que isso faz?

o tempo é relativamente rápido, mesmo pra uma abertura grande e um ISO também alto então conseguimos captar bem a luz, mas os objetos na frente não ficam claros. Vejam também que essa velocidade não é capaz de congelar a criança correndo da esquerda que fica borrada.

_DSC7379

Agora vamos à parte boa.

2. Disparos de longa duração – Se você possui uma camera DSLR, pode configurar tempos bem maiores de exposição (abertura). Quanto mais tempo aberto, mais luz. Vou me restringir a foto de exemplo.

Precisei de 30 segundos de exposição. Então os modelos ficaram paradinhos e eu mesmo sai correndo por trás delas com uma lanterna, contornando pra marcar bem a luz. Dá pra brincar muuuuuito e criar tudo que você imaginar, como coração, caracóis e por aí vai. Agora o segredo, pra que eu não saia na foto, após passar com a luz, congelo os modelos com um flash no final.

Tempo: 30 Seg • Abertura: f 25 • ISO: 400

Confere aí os resultados! Precisando de mais informações é só dizer.

 

 

 

ALEGRIAAAA. AQUI TEM.

Agora sim pessoal, estão abertos oficialmente os “trabalhos” para o Carnaval 2016.

Capa

Em homenagem a toda festança que vem pela frente, um pouquinho da cobertura fotográfica feita para o aniversário de Cinthia, no melhor estilo Sala de Justiça.

Uma coisa que tenho o cuidado de sempre observar são os detalhes. Todas as lembrancinhas que levam um tempão pra organizar e num minutinho todos viram e abriram ou comerão, enfim, palmas aos profissionais que vivem disso. Postando logo abaixo algumas fotos das lembrancinhas e do Bolo. Capricho heim! E eu lá, aproveitando e só nos cliques, porque com um vibe assim é massa demais trabalhar.

Gente, aproveita pra deixar seu comentário, vender o seu jabá em festa ou só a curtida que tá de bem! 😉