EU ACREDITO. EU POSSO VOAR.

Falaê meus amigos de leituras digitais!

Mais uma vez aqui, agora com um post um pouco mais técnico, mas sem deixar de lado o que realmente interessa. O amor.

Ano passado pude fazer um ensaio de Pre-Wedding na cidade de Vertentes/PE. O lugar era lindo e tentei explorar ao máximo as possibilidades. Nesse ensaio acho que fiz em torno de 1500 fotos, das quais depois de um peneirão deixei apenas 300. Aqui vou colocar algumas apenas pra mostrar algumas técnicas usadas e vocês poderem sentir o clima do lugar.

Vamos começar falando em depth of field (profundidade de campo), que é a distância entre os objectos mais próximos e mais distantes que aparecem em foco com nitidez aceitável em uma fotografia. Muitos fotógrafos adoram uma profundidade de campo “raso” onde um sujeito focado aparece com nitidez, enquanto o que está à frente ou atrás fica desfocado.

E como conseguimos isso? Bom, você vai precisar de uma câmera que dê a opção de selecionar o valor f, que é a abertura do diafragma. Quanto menor esse valor, menor a profundidade de campo.

Ex.: Numa abertura de 1.8 consigo uma profundidade bastante rasa a ponto de desfocar objetos ou pessoas bem próximas, mas em distâncias diferentes em relação a lente.

_DSC3288.jpg

Foto na frente na imagem acima.

_DSC3289.jpg

Foto na parte de trás. Nessas fotos acima, usei uma abertura f2 – ISO100 e Velocidade de 1/1600 seg. Lente de 35mm e sem usar flash. Se você usar valores maiores de f, como por exemplo f4.5, como na foto abaixo, você terá ambos focados.

_FRA4623

Agora uma pausa outras fotos do ensaio.

Falei um pouco sobre a abertura, mas e a velocidade? Sempre vi ensaios com as pessoas voando e achava bem legal. Parece até felicidade pura, a pessoa flutuando. E é super simples de fazer. Velocidade alta e bota o povo pra pular e vai clicando até ter bons resultados.

A imagem abaixo foi feita com velocidade super alta, 1/8000 (é pegar 1 segundinho e dividir em 8 mil partes), f3,5 e ISO 800.

_FRA4776.jpg

E ta aí o casal, lindo, leve e solto.

_FRA4778.jpg

Agora sim, posso voar e fazer os outros voarem também!

Gente, curte aí, deixa um comentário que vai ser massa!

 

PERTO DOS MEUS OLHOS

Voltando aos posts de lugares, vou falar do que tá pertinho de mim. O meu Recife.

O Recife é uma cidade pra encher os olhos, cheia de defeitos, mas esse post não é o lugar, ainda, pra isso. Então vou me restringir a mostrar o que a luz desenhou por aqui. Fiz algumas fotos pedalando aos domingo, pelas ciclovias que cortam as pontes. Então logo de cara a foto que mais curto.

Recife_Centro e Pontes.jpg

Dá pra ver bem as ilhas que foram o Recife, as próximas fotos quero fazer de um barco no rio. E agora a visão que quem está em Olinda, vê de Recife.

Recife_Visao de Olinda.jpg

Ponte, Barcos, Praça e Nome!

A visão do Pina e do Shopping RioMar. Dá pra ver bem a saída do rio no Mangue e seu encontro com o Mar.

Recife - Visao do RioMarRecife-Visao do Cais Jose Estelita

Pra fechar algumas fotos do Estelita, área tão disputada pelos empresários e população.

Só pra deixar registrado, essas fotos foram feitas usando uma D5100, D7100 e uma J1, todas da Nikon, em diferentes momentos.

Por enquanto é isso pessoal, se gostou dá uma curtidinha e deixa um comentário!

 

PAPANGÚS, O RETORNO

E mais um Carnaval eis que chega e nos enche de alegria! Claro que existem aqueles que repudiam completamente, maaassssss, posso dizer que sou bem chatinho pra carnaval e sei bem como é querer se fechar na concha, enfiar a cabeça embaixo das cobertas, ficar balançando numa rede vendo a praia… eu sei bem como é. Já passei por isso.

_DSC5017.jpg

Mas quando vc tá meio da muvuca, algo acontece, o som passar por dentro da gente e contagia. Já foi meu tempo de curtir nas ladeiras de Olinda, troquei pelas ladeiras de Bezerros, tô achando mais tranquilo e pacífico. Ainda tem aquele charme dos antigos carnavais. Minhas filhas adoram.

_DSC4999.jpg

A Vibe é outra, dá pra notar na “velocidade” do dia, tudo mais tranquilo. Música o tempo inteiro, só que mais regional.

_DSC5118.jpg

Eu me diverti demais andando pelo meio do povo, fazendo fotos pra mostrar pra vocês aqui. Por isso indico até aos que não gostam de carnaval, dá uma passadinha por lá no ano que vem pra conferir. Mas se vier aproveita também pra pensar numa fantasia que seja a sua cara!

Encontrei também essa figura cheia de Pitú na cabeça.

_DSC5093.jpg

 

O ESPORTE DOS HERÓIS

Olá pessoal!

Aqui de novo com mais assunto! Vou começar dizendo que aqui o calor tá grande. E vou abrindo o post com fotos do meu quintal.

_DSC2387

_DSC2386

Essa agora é a receita pra acabar com o calor.

_DSC2396

Agora que mostrei um pouco da minha terrinha, Olinda/PE. Vocês muito provavelmente não sabiam que além do calor, aqui fica a capital brasileira do SEPAK TACRAW! Afinal, antes de conhecer mais de perto, nem eu sabia.

Pois bem, quer perder peso? Ganhar resistência? Virar um super herói ou Heroína?

Esse é o esporte!

Foi criado há cerca de 500 anos e o nome vem de duas línguas: SEPAK = CHUTE em Malaio e TAKRAW = BOLA em Tailadês.

O Takraw foi trazido ao Brasil no ano de 1989. Foram dez anos tentando introduzir a modalidade por aqui. Olinda/PE, sua cidade natal, tornou-se a Capital Brasileira do Sepaktakraw. VIDEO: BAND SPORTS

O sepaktakraw, ou simplesmente takraw, originou-se na Malásia. É uma mistura de futebol, voleibol e artes marciais. Muito parecido como o nosso futevôlei, é jogado em uma quadra com as mesmas dimensões do badminton.

Como eu era o fotógrafo da história acabei de fora das fotos acima. Maaasssss, tenho a prova logo abaixo. Eu(blogueiro que vos fala) de óculos escuros, fora de forma, mas tô na área com meus brothers!

Eu no Takraw.jpg

 

A ALEGRIA ESTÁ CHEGANDO!

O dia está chegando e com ele oportunidades para foto incríveis. Alegria, descontração e muita irreverência na época do ano onde as pessoas escolhem a fantasia que quiserem.

Vamos entrando no clima, vendo algumas fotos feitas no último Carnaval de Bezerros/PE. Um Carnaval marcado pelos tradicionais Papangús num clima de muita paz. Com certeza estarei lá mais uma vez para registrar muito outros momentos especiais.